Inaugurado em Agosto de 2009
Contador de visitas

MSX GOLD MSX GOLD MSX GOLD: DOOM (32X)

Publique sua análise
HOMETERMO DE USOMÍDIASJOGOSHISTÓRIA
SISTEMA DE BUSCAFALE CONOSCOLINKSMSX NO MUNDOOUTROS SISTEMASUTILIDADE GERAL


Jogos Aleatórios

DOOM (32X)

DOOM

★★
Tipo:Jogo
Ano:1994
Gênero:FPS/Tiro
Produtora:Id Software
Formato:Cartucho
Observações:--
Mais importante do que inaugurar análises sobre jogos lançados para o 32x é analisar o contexto em que o periférico foi criado.

O Mega Drive foi o videogame mais bem sucedido da Sega, uma história diferente daquela que a empresa tinha vivenciado antes com o Master System.
Em alguns momentos, durante a guerra dos consoles de 16 bits, o Mega Drive chegou a vender mais... o resto da história a gente já conhece: o Super Nes
virou o jogo graças ao lançamento exclusivo de Street Fighter II para o console da Nintendo.

A Sega percebeu que o console com 6 anos de vida já mostrava sinais de cansaço e para dar uma sobrevida ao mesmo e tentar superar graficamente o Super Nes lançou
esse periférico, um grande fracasso, e cometeu os mesmos erros que já tinha cometido com o Sega CD ao lançar muitos jogos que já existiam para o Mega Drive com upgrades que não compensavam tanto a ponto do usuário do Mega Drive ter de comprá-lo. Pra piorar, o 32X tinha alguns títulos exclusivos que beiravam o ridículo de tão ruins que esses jogos eram.

Pois bem, explicado esse contexto podemos entender por que teria sido melhor que essa versão jamais tivesse existido.
1 - Apesar do nome sugestivo, o 32X NÃO é um console de 32 bits. Ele melhora sensivelmente a qualidade de alguns jogos e adiciona alguns efeitos extras a eles como zoom e rotação em 360 graus, só isso.
2 - O hardware do 32x era bastante inferior aos computadores da época - (pra quem não é desse planeta e não sabe, Doom foi um grande sucesso dos PCs).
3 - Em conversões de máquinas mais poderosas (como computadores e arcades) para máquinas inferiores muita coisa é cortada e nesses cortes às vezes se perde o essencial do jogo.

O que torna essa conversão sofrível, pra começar, é o tamanho da tela. Para não haver uma grande perda e o jogo ficar minimamente reconhecível, principalmente para quem já tinha o jogo no pc, tiveram que reduzir drasticamente a tela do jogo e mesmo assim não ficou bom o suficiente. Os gráficos sofreram um downgrade tão forte que perderam muito em definição e à média ou a grande distância os inimigos se tornam um amontoado de pixels disformes. Essa tenha sido talvez a maior das perdas na transição dos PCs para o 32x.

Cortaram também elementos do cenário, como colunas e outros detalhes, coisas que você só nota com um olhar mais atento ou se for muito fã do original.Mudaram as cores de algumas paredes para evidenciarem passagens secretas e coisas do tipo.

Reduziram drasticamente o número de fases para 15 - o jogo original tem 27. A paleta de cores também foi afetada. Letras que originalmente eram vermelhas ficaram rosas nessa versão. Bem crítica a parte gráfica, essa é a verdade. A resolução dos elementos da tela, mesmo com a tela reduzida, assemelha-se perdoem a comparação esdrúxula, àquela sensação que se tem quando se está vendo um vídeo a 1080p no Youtube e do nada a conexão fica lenta e cai a definição do vídeo para 144p. A diferença é que no caso do DOOM 32X estamos constantemente jogando em 144p, sem possibilidades de melhora.

Apesar de todos esses defeitos, eu acho que o 32x não conseguiria fazer melhor do que isso porque era um hardware um tanto limitado e não oferecia tanto em termos de tecnologia quanto prometia, digamos assim.
Apesar do jogo ficar com uma definição gráfica pavorosa quando comparado ao jogo original, devo reconhecer que na essência é o mesmo jogo, sofreu downgrades drásticos no quesito imagem, porém seriam os mesmos gráficos do original convertidos em ultra-low-definition.

Algumas coisas permaneceram intactas, mas justamente, não sei se há o que comemorar, pois o que permaneceu igual ao original foi a movimentação do personagem, rápida e "saculejante" enquanto anda carregando as armas. E digo que não sei se há o que comemorar aqui pois é essa simulação de movimento que causa na maioria dos jogadores do original, o famoso mal estar, o famigerado motion sickness.

Na verdade, Doom 32x é um jogo totalmente dispensável. Não agrega nada. Um desperdício de dinheiro bilateral:tanto da parte dos produtores quanto dos consumidores, estes sim, no final das contas, os maiores prejudicados.




Ocorreu um erro neste gadget

Últimos Posts

BlogBlogs.Com.Br