Inaugurado em Agosto de 2009
Contador de visitas

MSX GOLD MSX GOLD MSX GOLD: ANÁLISE DE ULTIMATE MORTAL KOMBAT 3

Publique sua análise
HOMETERMO DE USOMÍDIASJOGOSHISTÓRIA
SISTEMA DE BUSCAFALE CONOSCOLINKSMSX NO MUNDOOUTROS SISTEMASUTILIDADE GERAL


Jogos Aleatórios

ANÁLISE DE ULTIMATE MORTAL KOMBAT 3

ULTIMATE MORTAL KOMBAT 3
★★★★
Tipo:Jogo
Ano:1995
Gênero:Luta
Produtora:Midway
Formato:Arcade Board
Observações:--

Aí sim, pinguim!!!

Depois de perceber a bosta que tinham feito , resolveram lançar um update decente de MK3.

Aliás, se esse jogo tivesse sido o MK3 logo de cara, certeza que seria um estrondoso sucesso.

Além de resgatar personagens clássicos como Scorpion, Sub-Zero original, Mileena e outros, adicionaram novos cenários e novas opções de combate , num torneio para 4 e 8 lutadores, além dos tesouros de Shao Khan, que trazia entre outras coisas , a possibilidade de desbloquear personagens épicos como o ninja vermelho Ermac - que também poderia ser liberado através da digitação correta de um Kombat Kode.

Os novos cenários deram um ar mais característico à franquia, fugindo um pouco da temática urbana imposta fortemente em MK3.E removeram o cenário "The Bank" de MK3.Há os segredos e easter eggs de sempre, como já esperado por todos.

Obviamente, nem tudo são flores e relaxaram pra caralho no que tange o final dos personagens. Antes havia uma foto ilustrativa explicando o texto de encerramento de cada personagem. Agora, todos possuem um final genérico, com o personagem estático em pose de luta e a única coisa que muda é o texto de encerramento de cada um. Confesso que isso foi broxante demais a ponto de baixarmos a nota do jogo.

Mantiveram intacto o que deu certo no jogo anterior , como a jogabilidade , a barra de corrida e os combos. Os animalities foram mantidos, no mesmo grau de mediocridade que apresentavam já em MK3, sem nenhuma melhoria.

Trouxeram de volta para a campanha solo as Endurance Matchs do MK1, onde o jogador enfrenta 2 ou 3 adversários num mesmo round, usando o que restar da barra de energia. E como no game anterior , o jogador escolhe o tamanho da campanha, sendo que a mais curta é a torre nomeada como "Novice" e a mais longa, "Master". A diferença em relação a MK3 é que agora há quatro torres diferentes para escolher enquanto no título anterior, apenas três.

Aí adicionaram modificações leves para todos os personagens, que não vou descrever aqui porque senão esse review ficará enorme. Mas entre outras coisas, posso citar que o soco teleporte de Cyrax e Sektor podem ter várias direções e etc.

Resumo da ópera: Se você gosta da série e não quer ter graves decepções, jogue o primeiro e o segundo título, pule o medíocre terceiro episódio da saga, e jogue esse. Conselho de quem manja da vida. FALOU!!



Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.
BlogBlogs.Com.Br