Inaugurado em Agosto de 2009
Contador de visitas

MSX GOLD MSX GOLD MSX GOLD: ANÁLISE DE GRAND THEFT AUTO IV

Publique sua análise
HOMETERMO DE USOMÍDIASJOGOSHISTÓRIA
SISTEMA DE BUSCAFALE CONOSCOLINKSMSX NO MUNDOOUTROS SISTEMASUTILIDADE GERAL


Jogos Aleatórios

ANÁLISE DE GRAND THEFT AUTO IV

GTA IV
★★★★
Tipo:Jogo
Ano:2008
Gênero:Sandbox/Ação
Produtora:Rockstar North
Formato:DVD
Observações:AKA: Grand Theft Auto IV
Esse jogo é um divisor de águas da série.

Último GTA em que se podia fazer quase tudo que quisesse.

Verdade que uma liberdade suprema como encontrada em San Andreas, nunca houve antes e muito menos vai haver depois, ainda mais agora que o GTA V nos mostrou o quanto a série, que era da zoeira, está indo pra caretice.

Na época , fez um sucesso monstruoso de vendas e até a merda da revista Veja foi obrigada a reconhecer, que nunca antes na história do entretenimento um jogo botou tanto pra foder.

A grande verdade é que o pessoal babou nos gráficos maravilhosos que o jogo apresentou à época.
Como foi o primeiro jogo para essa geração de consoles, a Rockstar mudou tudo. Os carros agora pareciam muito mais fieis aos originais nos quais foram inspirados e a física deles era bem mais realista com relação aos outros GTAs, onde muitas vezes a sensação era de estar dirigindo numa banheira que escorregava em cada curva.

O jogo perdeu aquele caráter cartunesco, bastante acentuado em San Andreas e os personagens eram melhores modelados e não apresentavam mais aquela mão quadrada e tudo o mais. E o GTA passou a se levar mais a sério, no quesito realismo. Infelizmente, porque foi a partir daí que a coisa começou a descambar pro politicamente correto e a série começou a ficar chata, sendo GTA V o ápice dessa chatice. Por isso já não tenho mais expectativas positivas quanto aos futuros jogos da série. GTA San Andreas era gigante , divertido e imersivo pra cacete. Porém, hoje em dia existem outros jogos open-world que apresentam essa imersão , como a série Assassin's Creed por exemplo, apesar de serem duas franquias bem distintas.

A história do jogo é a seguinte: Niko Bellic - personagem controlado pelo jogador - muda-se para os EUA , indo atrás do "sonho americano" - embora a gente bem saiba que o grande sonho americano é roubar as riquezas de países do Oriente Médio e depois pagar de vítima, dizendo que lutam contra o terrorismo - iludido por seu primo Roman, que diz a ele estar ganhando rios de dinheiro em Liberty City. Mas ao chegar lá ele vê que tudo não passava de lorota e o primo é um fudido que gerencia uma central de Táxis toda falida e mora num muquifo.

A partir daí o nosso "herói" passa a se meter num monte de merda, como já é de praxe com os protagonistas da série, e a ação começa a rolar.

A jogabilidde do jogo é muito boa, os controles respondem bem e a mira de GTA IV funciona muito melhor que a de GTA V que é toda bugada e cagada e faz teu personagem mirar sempre no alvo errado. A dirigibilidade dos carros é mais realista do que era em San Andreas e nos jogos anteriores da série.

Esse GTA apresentou algumas novidades , como acesso à internet fake , onde pode ver e-mails e acessar sites de namoro, além do celular , onde seus "amigos" sempre te chamam pra beber, jogar boliche ou praticar outras atividades. Negar essas atividades diminui o nível de relacionamento com seus amigos ou namoradas.

Aliás o sistema de namoradas também mudou e você não tem mais uma namorada em cada canto, como era antes. Se eu não me engano ele tem uma só ou duas, mas ter essas namoradas faz parte da história do jogo.

Não há mais aquela customização de barbearia e o máximo que se pode fazer aqui é comprar roupas novas pro personagem.

Não tem aviões. Mas eles não fazem muita falta aqui, já que há os helicópteros.

E basicamente as missões consistem no de sempre: se infiltrar, matar inimigos, perseguições de carro, explosões, traições e etc.

O jogo possui uma campanha razoável, com cerca de 95 missões, e mais aquelas side missions para completar o jogo em 100%, como matar os OS 200 pombos da cidade, alguns easter eggs e etc.

Se estiveres dirigindo um carro da polícia pode atender a chamados e matar os bandidos.

Como já dito, GTA IV se passa em LIberty City - uma versão da Rockstar para Nova York - assim como em GTA III. Porém, como estavam numa vibe mais "realista", resolveram reproduzir os pontos e ruas principais da cidade, assim como seus bairros. Obviamente por mais que o mapa fosse grande, a sensação era de que era bem menor que o de San Andreas - geograficamente falando.

Encontra também brasileiros te xingando em algumas partes da cidade. É muito bonito. Nesse jogo você ainda podia matar os civis pela rua e no máximo ia ter que fugir da polícia, muitas vezes procurado apenas por 1 estrela. Já em GTA V você não pode dar um peido que vem a polícia torrar o seu cu com 2 estrelas pra cima. Os bons tempos ficaram mesmo antes dos anos 2010 pra frente, onde não tinha Restart , Cine, politicamente correto e feminazis enchendo o saco nas redes sociais.

Em resumo: GTA IV é um jogo excelente. Pode não ser perfeito, principalmente pela escolha dos produtores (como a ideia de fazer o jogo se passar novamente em Liberty City), mas tinha muita diversão , zoeira e liberdade. Algo que começou a ser limitado em GTA V tornando o jogo chato pra caralho. E é isso aí.



Ocorreu um erro neste gadget

Últimos Posts

BlogBlogs.Com.Br