Inaugurado em Agosto de 2009
Contador de visitas

MSX GOLD MSX GOLD MSX GOLD: ANÁLISE DE JURASSIC PARK (8-Bits)

Publique sua análise
HOMETERMO DE USOMÍDIASJOGOSHISTÓRIA
SISTEMA DE BUSCAFALE CONOSCOLINKSMSX NO MUNDOOUTROS SISTEMASUTILIDADE GERAL


Jogos Aleatórios

ANÁLISE DE JURASSIC PARK (8-Bits)

JURASSIC PARK
★★★★★
Tipo:Jogo
Ano:1993
Gênero:Ação/Tiro/Plataforma
Produtora:SEGA
Formato:Cartucho
Observações:--

Análise de: Paco-loco
Enviada em:07/04/2016
Publicada em:07/04/2016

Oua! Aqui a coisa é séria. Estamos diante do melhor jogo de Jurassic Park já feito, na minha modesta opinião. Esse jogo meteu pra dentro e simplesmente engoliu as versões de 16 bits e de 32 bits, todas elas. As de Mega Drive e Super Nes então, coitadas, não tem nem comparação.

Músicas excelentes, gráficos de arrebentar, jogabilidade simples, eficaz e diversificada. Quem sou eu para elogiar essa bela obra? Me sinto até indigno! Isso que é jogo. Simplesmente excelente! O único porém dele é a dificuldade. Ele é muito fácil nas primeiras fases e muito apelão na fase final. O último chefe então é uma máquina de fazer doido! Mas te digo que nem precisa fechar esse jogo para achar ele ótimo. Esse jogo é igual metêrola com mulher boa: o que importa é a conquista e o pau entrando, gozar é só um detalhe!

O jogo te permite escolher a ordem das fases que você irá encarar. Cada fase possui suas peculiaridades e chefes distintos. A missão é resgatar dinossauros que fugiram, ao que parece, então em cada fase você enfrenta um dinossauro chefe, recuperando-o para o Parque dos Dinossauros.

Essa ordem das fases é escolhida através de um mapinha da ilha nublar. São quatro fases inicias, sendo que ao completar as quatro, se abre uma fase no meio do mapa (a fase final!). Como já dito, cada região do mapa tem suas características próprias e um chefão diferente. Temos velociraptors, braquiossauro, pterodátilo e triceratopes. Parece até brinde dos chocolates Surpresa! E cada fase tem sua própria jogabilidade e inimigos únicos (tirando o velociraptor, que aparece em algumas fases). É jogar para ver, nem vou spoilear.

Dai ao escolher a fase você tem três telas diversas, cada uma com sua jogabilidade própria. Tem a tela do carrinho, em que você controla o jipe para frente e para trás, controlando também uma mira. Dinossauros diversos vêm até o jipe (sendo que em algumas fases são dinossauros terrestres, em outras são voadores), e é preciso dar cabo deles antes que eles destruam seu jipe. Há uma barra de life (inicialmente 3 bloquinhos), e a cada batida um bloquinho se vai. Perdidos todos os bloquinhos o carrinho quebra e acaba-se a tela, indo direto para a tela de plataforma.

Não, você não perde vida na tela do carrinho. Ela serve para você aumentar seu life e sua pontuação. Explico: na tela do carrinho, ao matar os dinossauros, eles liberam itens especiais. O item que interessa ao jogador é um galãozinho de gasolina, que aumenta a sua barra de vida. Nessa tela você pode pegar dois galãozinhos, que lhe totalizarão 5 barras de vida. Uh que beleza! Lembrando que é preciso passar da tela, matando o chefe final, para poder seguir para a tela de plataforma com as barras de vida coletadas.

Passando da tela do carrinho, ou não, segue-se para a tela de plataforma. Aqui é o esquema básico. Pular, desviar, atirar. E o Dr. Grant está preparado para essa tarefa, pode acreditar! Ele possui três armas diferentes, além de kits médicos que recuperam completamente o life. As armas já "nascem" com o Grant, mas os kits médicos devem ser encontrados durante as fases. Voltando às armas, são elas uma espingarda que dá um tiro para frente, tipo um arco (o alcance é ótimo), uma arma que atira um foguete para cima, que explode no ar e solta duas bolas que voam reto para a direita e para a esquerda, além de uma granada de mão, que ao explodir solta um "fogo mortífero" para cima. Cada arma tem a sua utilidade e uso mais eficaz contra determinados tipos de dinossauro. Joga ai que você descobre, rapaz!

Além desse arsenal à disposição, o Dr. Grant pode se agachar, andar agachado, pular e se dependurar nas paredes. O cara não está pra brincadeira.

Durante as fases é preciso pegar uns símbolos do Jurassic Park. É necessário pegar esses itens para que seja possível ver o final "verdadeiro", ou final bom (como queiram). Mas nesse jogo é tudo intuitivo demais. Você consegue esses itens matando os dinossauros. Ao matar uns dinos específicos eles "dropam" esse item. Já os outros "dropam" umas moedinhas que, ao se juntar 10, servem para conseguir continues. Ou seja, mata todo mundo que tá de boas! Ah.. E nesse aqui não existem inimigos humanos, só dinossauros. Faz bem mais sentido, não faz?

Depois dessa tela de plataforma vem a tela do chefe, que é de plataforma também, mas com dinâmicas diferentes. Temos chefe em que lutamos em pé num bote inflável, outro que lutamos subindo nos galhos de uma imensa árvore... E por ai vai. Só jogando para crer. Aqui pensaram em coisas diferentes, esse jogo é de jogar mesmo!

Quer jogar jogo do Jurassic Park? Nem aquele de PS1 é páreo pra esse. Nem o The Lost World de Mega Drive. Eu garanto. Pode jogar que esse é bom mesmo. 5 de 5. Talvez o melhor jogo de Master System. É jogar para crer! Pode baixar a OST em mp3 e colocar pra tocar no carro, no som da sua casa, no toque de celular. As mina piram! Se não pirarem é porque não te merecem. Fodam-se as mina, mete a rola e vaza.

Vale até comprar um Master por causa desse jogo.



Ocorreu um erro neste gadget

Últimos Posts

BlogBlogs.Com.Br