Inaugurado em Agosto de 2009
Contador de visitas

MSX GOLD MSX GOLD MSX GOLD: ANÁLISE DE ULTIMATE MORTAL KOMBAT 3 (SUPER NES)

Publique sua análise
HOMETERMO DE USOMÍDIASJOGOSHISTÓRIA
SISTEMA DE BUSCAFALE CONOSCOLINKSMSX NO MUNDOOUTROS SISTEMASUTILIDADE GERAL


Jogos Aleatórios

ANÁLISE DE ULTIMATE MORTAL KOMBAT 3 (SUPER NES)

ULTIMATE MORTAL KOMBAT 3
★★★★
Tipo:Jogo
Ano:1996
Gênero:Luta
Produtora:Avalanche Software
Formato:ROM
Observações:--

Conversão dos Arcades, versão de UMK3 para SNES. O que dizer ?

Por ter sido desenvolvida pela brilhante Avalanche Software, que hoje sei, foi formada por 4 dos principais programadores da competente Sculptured Software, guarda bastante semelhanças com a versão do Mega Drive por uma ou outra diferença de escolha na concepção artística/estética no que tange os menus de opções e outros detalhes do jogo, além de uma leve superioridade gráfica pelo fato de não haver pontos granulados e uma paleta de cores melhor nessa versão.

Apresenta também os Brutalities (que eram uma exclusividade da versão de UMK3 para os consoles de 16 bits) e o fato dos secretos Sub-Zero, Ermac e Mileena já estarem disponíveis desde o ínicio (sem a necessidade de algum código ou truque para habilitá-los), jogabilidade fluída e funcional, idêntica ao do Arcade e os mesmos cortes que a versão de Mega Drive. Apesar de no console rival haver um estágio a mais. Sendo 7 cenários no Mega Drive e 6 no SNES. A nota é a mesma da versão Mega Drive porque as duas guardam muita semelhança entre si. Nos combates a única diferença perceptível logo a primeira vista é que no console da Nintendo os nomes dos personagens estão fora da barra de energia , enquanto no console da Sega, dentro.

E o jogo teve a nota baixada pela mesma razão da versão Mega. Muito ruim enfrentar o Motaro num cenário que não é dele. Estraga a experiência. Fora isso, excelente conversão, e quem não gostou vá tomar no cuzão porque hoje eu to engraçadão.



Ocorreu um erro neste gadget

Últimos Posts

BlogBlogs.Com.Br