Inaugurado em Agosto de 2009
Contador de visitas

MSX GOLD MSX GOLD MSX GOLD: ANÁLISE DE CONAN

Publique sua análise
HOMETERMO DE USOMÍDIASJOGOSHISTÓRIA
SISTEMA DE BUSCAFALE CONOSCOLINKSMSX NO MUNDOOUTROS SISTEMASUTILIDADE GERAL


Jogos Aleatórios

ANÁLISE DE CONAN

Conan
★★★★
Tipo:Jogo
Ano:2007
Gênero:Hack'n'Slash/Ação
Produtora:Nihilistic Software
Formato:DVD
Observações:--
Sensacional esse jogo. Um dos melhores da geração X360/PS3.

Nele, encarnamos Conan, O Bárbaro, anti-herói criado por Robert E. Howard.

O game traduziu com perfeição o universo de Conan, através dos cenários, da violência e carnificina, membros mutilados, figuras demoníacas/surrealistas e numa ambientação perfeita. Mesmo as mulheres, que vez ou outras marcavam a história do Bárbaro, foram fielmente retratadas. Há inclusive uma personagem secundária, A'Kanna, que participa do jogo em certas missões.Em outros momentos devemos libertar prisioneiras acorrentadas, que nos brindam com um topless sensacional. 6 anos mais tarde veríamos peitos em GTA V também.

Muitos dizem que a inspiração da jogabilidade do game vem de God of War, apesar do jogo ser fieis aos quadrinhos e principalmente a arte de Frank Frazetta.

Há combates em vários momentos ao percorrer as fases.
De início, contamos apenas com movimentos básicos, que deixam a batalha mais truncada. Mas a jogabilidade do jogo é bastante fluída. Com o analógico podemos rolar com o personagem para escapar de um golpe ou para mudar de estratégia durante o combate. A partir do momento que derrotamos vários inimigos, ganhamos XP suficiente para desbloquearmos novos combos e tornar melhor a nossa estratégia de luta.

O gráfico é bem porcalhão pra um jogo dessa era. Parecendo mais com um jogo de Playstation 2 do que um jogo da era seguinte. Alguns monstrengos são meio quadradões, deixando muito a desejar em relação ao que outros vários jogos já mostravam na mesma época, no quesito qualidade gráfica. Mas nem isso estraga a diversão.

São diversas fases a percorrer, apesar da campanha ser curta, em torno de 6 horas de jogatina.

Mas a imersão no mundo do Bárbaro é perfeita e a história do jogo vai sendo contada através de cutscenes entre as fases.

Mas nem só de brutalidade vive Conan. Em alguns momentos é necessário a agilidade suficiente para responder a tempo aos Quick Time Events. Geralmente surgem ao se abrir uma porta na marra ou quando encaramos um chefão. Há também certos puzzles a serem resolvidos e Conan pode interagir com alguns objetos, como uma tocha na qual incendeia inimigos, barracos ou galhos secos de árvores. Momentos de empurrar grandes e pesados objetos, entre outras coisas.

Todos os elementos dos quadrinhos estão presentes no jogo, a sugestão sexual, violência, carnificina e até mesmo as magias que Conan pode usar e vice versa. Os monstros surreais e gigantes, inspirados nos quadrinhos estão lá. Entre eles posso destacar o esqueleto de um elefante demoníaco que surge no piche, dentro de uma caverna e um dragão gigante que enfrentamos quase no começo da campanha.

Veredito final: apesar dos gráficos feito nas coxas, rende uma grande diversão.

Experimente se não for cuzão!



Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

Gadget

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.
BlogBlogs.Com.Br